“O foco está no relançamento da atividade formativa da APIO”

Imagem da notícia: “O foco está no relançamento da atividade formativa da APIO”

Carlos Caria fala-nos, em entrevista, da sua ligação à ourivesaria e do seu percurso enquanto presidente da Associação Portuguesa da Indústria de Ourivesaria (APIO).

Que papel desempenhou a ourivesaria no seu percurso profissional? Sempre esteve ligado a este setor? Desde cedo, sempre soube que o seu futuro passaria por este mercado?

Carlos Caria: Passei muitos anos ligado à área da medalhística em metais preciosos e o facto de ter sido gerente da empresa que produzia esse tipo de produtos valorizou-me imenso do ponto de vista profissional. Mas não, nem sempre estive ligado a esta área. Estive muitos anos ligado à área dos transportes internacionais e, por isso, não posso afirmar que desde cedo o meu futuro passaria por esse setor. Acabou por ser mais um acontecimento de vida normal face ao percurso profissional que a minha vida tomou e aos conhecimentos que entretanto fui tendo.

Quando iniciou funções na presidência da APIO, quais as principais metas que desde logo definiu?

CC: Prepará-la para o futuro, alterando os estatutos, relançar a atividade formativa, solidificar a situação económico-financeira da entidade, gerir o património da associação, que é o seu grande alicerce.

Os objetivos têm sido cumpridos? Que destaque faz do trabalho da sua equipa ao leme da associação?

CC: Julgo que de forma geral sim. Temos a situação da formação suspensa, mas estamos a envidar esforços para a relançar.

Quais os futuros projetos que a APIO pretende implementar?

CC: Neste momento, o foco está essencialmente no relançamento da atividade formativa, procurando integrá-la num projeto que acrescente valor à cidade de Lisboa.

Entrevista completa na JoiaPro 83.

8 Junho 2020
Entrevistas

Notícias relacionadas

Carlos Caria em entrevista

No final do seu quinto mandato como presidente da Associação Portuguesa da Indústria de Ourivesaria (APIO), Carlos Caria manifesta esperança de que as novas gerações ligadas ao setor da joalharia o projetem nos trilhos da inovação e prestígio no estrangeiro.

Ler mais 20 Março 2020
Entrevistas

Paula Gião: “O luxo está onde nós estivermos”

Após uma remodelação nas suas emblemáticas instalações do Rossio, em Lisboa, a Joalharia Ferreira Marques, cenário de filmes como 007, “Ao Serviço Secreto de Sua Majestade”, e “Singularidades de uma Mulher Loira”, de Manoel de Oliveira, continua a apostar no segmento de luxo. Uma história de 94 anos onde a tradição continua a ser o que era.

Ler mais 19 Março 2020
Entrevistas