“É quase obrigatório que todos os profissionais do setor venham à feira”

Imagem da notícia: “É quase obrigatório que todos os profissionais do setor venham à feira”

A diretora da PortoJoia, Amélia Monteiro, falou da importância deste certame para o setor.

“É quase obrigatório que todos os profissionais do setor venham à feira. É aqui que se veem as tendências, onde os profissionais podem avaliar as suas compras ou procurar novos fornecedores e clientes. Acho muito bem que as marcas façam eventos próprios, mas que não os organizem em simultâneo com a PortoJoia. No mercado há lugar para todos e a feira ganha com a união do setor. Ninguém aufere com a inexistência da PortoJoia, que enriquece e mostra a grandeza do setor. Além disso, está num local privilegiado, tem uma panóplia de oferta, não só de ourivesaria e joalharia mas também de relojoaria, embalagens e máquinas, num só espaço. E as empresas podem fazer negócios com tranquilidade, pois temos policiamento, segurança privada e sistema de videovigilância. Apelo, por isso, aos profissionais que se unam e sintam que a feira é realmente deles pois existe para benefício de todos.”

Leia a entrevista na íntegra na JoiaPro 61, aqui.

26 Janeiro 2015
Entrevistas

Notícias relacionadas

“A joalharia só pode ser feita com amor”

Quem o diz é José João Vilares, um eterno apaixonado pela ourivesaria e fundador da escola de joalharia contemporânea Engenho & Arte, sediada no Porto. Numa conversa intimista, o responsável revelou-nos que este projeto nasceu do sonho de impulsionar a joalharia contemporânea, preservando sempre as técnicas mais ancestrais desta arte.

Ler mais 7 Outubro 2020
EntrevistasJoalharia e ourivesaria