Iniciativa portuguesa que é pioneira

Imagem da notícia: Iniciativa portuguesa que é pioneira

Filipe Samuel Silva lidera a equipa de técnicos da Universidade do Minho que tem desenvolvido o projeto Gradouro, ideia pioneira que já mereceu menções e distinções internacionais pela sua originalidade. A JoiaPro falou com o investigador, que nos contou os pormenores da iniciativa.

JoiaPro: Como surgiu a ideia de iniciar o projeto Gradouro?
Filipe Samuel Silva:
O projeto Gradouro nasceu do gosto que mantive pela área de Ourivesaria, desde o tempo em que realizei o estágio de fim do curso de engenharia mecânica na empresa Garcia Joalheiro (então sediada em Pevidém, Guimarães) e do interesse, anos depois, da empresa Artejoia, em iniciar uma pesquisa conjunta com a Universidade do Minho. Infelizmente, esta empresa acabou por desaparecer do mercado.

JP: Em que consiste?
FSS:
O projeto Gradouro consiste num esforço de inovar ao nível de materiais e de tecnologias, no sentido de criar oportunidades para as empresas portuguesas se afirmarem no mundo. A maioria dos materiais e das tecnologias desenvolvidas dá origem a novos aspetos estéticos nos materiais (ligas de metais preciosos), mas também reduzem o peso destas, entre outras. Estas tecnologias permitirão que as empresas se afirmem pela diferenciação e pela qualidade tecnológica dos seus produtos.

Leia toda a entrevista na JoiaPro 59, aqui.

2 Setembro 2014
Entrevistas

Notícias relacionadas

Carlos Caria em entrevista

No final do seu quinto mandato como presidente da Associação Portuguesa da Indústria de Ourivesaria (APIO), Carlos Caria manifesta esperança de que as novas gerações ligadas ao setor da joalharia o projetem nos trilhos da inovação e prestígio no estrangeiro.

Ler mais 20 Março 2020
Entrevistas