“Arte na Rua” da Ourivesaria Tavares vai na quinta edição

Imagem da notícia: “Arte na Rua” da Ourivesaria Tavares vai na quinta edição


Foi a 17 de agosto que a Tavares realizou a quinta edição do “Arte na Rua”. Sob o mote da filigrana e da técnica que esta representa, duas artesãs demonstraram com minúcia e rigor o processo de manufatura da filigrana, um testemunho de arte e saber.

A ourivesaria portuguesa é como o legado intemporal e eterno que a joia representa e que hoje se adapta a um público cada vez mais jovem, passado de geração em geração como uma herança de afetos e memórias.

Assistimos à recuperação de uma herança, quer das técnicas, das artes e dos ofícios, mas também à constante responsabilidade de as preservar para as gerações seguintes.

A Tavares, que expõe a convite até ao próximo dia 7 de outubro no Museu Calouste Gulbenkian a sua coleção particular de ourivesaria popular na exposição “Sarah Affonso e a Arte Popular do Minho”, é exemplo disso.

28 Agosto 2019
Joalharia e ourivesaria

Notícias relacionadas

“Diamante, a mais valiosa forma de Carbono”

Integrado nas comemorações do "Ano Internacional da Tabela Periódica", organizadas pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Rui Galopim de Carvalho irá protagonizar a palestra "Diamante, a mais valiosa forma de Carbono", no dia 19 de setembro, no campus universitário em Vila Real.

Ler mais 17 Setembro 2019
Joalharia e ourivesaria