​​​​​​​​​​​

“Arte na Rua” da Ourivesaria Tavares vai na quinta edição

Imagem da notícia: “Arte na Rua” da Ourivesaria Tavares vai na quinta edição


Foi a 17 de agosto que a Tavares realizou a quinta edição do “Arte na Rua”. Sob o mote da filigrana e da técnica que esta representa, duas artesãs demonstraram com minúcia e rigor o processo de manufatura da filigrana, um testemunho de arte e saber.

A ourivesaria portuguesa é como o legado intemporal e eterno que a joia representa e que hoje se adapta a um público cada vez mais jovem, passado de geração em geração como uma herança de afetos e memórias.

Assistimos à recuperação de uma herança, quer das técnicas, das artes e dos ofícios, mas também à constante responsabilidade de as preservar para as gerações seguintes.

A Tavares, que expõe a convite até ao próximo dia 7 de outubro no Museu Calouste Gulbenkian a sua coleção particular de ourivesaria popular na exposição “Sarah Affonso e a Arte Popular do Minho”, é exemplo disso.

28 Agosto 2019
Joalharia e ourivesaria

PUBLICIDADE
BaselWorld 2020

Notícias relacionadas

Bruno da Rocha com exposição permanente em Madrid

A peça The Waking Spider, da autoria de Bruno da Rocha, foi aceite - por parte do Ministério da Cultura e do Desporto espanhol - para integrar a exposição permanente do Museu Nacional de Artes Decorativas, em Madrid. Na sua página de facebook, o joalheiro afirma que é "um sonho tornado realidade".

Ler mais 19 Fevereiro 2020
Joalharia e ourivesaria

Tavares quer eternizar histórias de amor reais

O 21º Correntes d’ Escritas, promovido pela Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, inspira a centenária Ourivesaria Tavares para o lançamento de uma campanha que pretende celebrar os amores reais que por lá passam desde 1922: "Há histórias de amor que vivem fora dos livros".

Ler mais 17 Fevereiro 2020
Joalharia e ourivesaria