Baselworld 2019: a opinião dos retalhistas

Imagem da notícia: Baselworld 2019: a opinião dos retalhistas

Entre os cerca de 100 mil visitantes que participam na Baselworld, há muitos retalhistas de todo o mundo que se deslocam a Basileia para ver em primeira-mão as novas peças dos expositores de joias e relógios de luxo. Quais são as expectativas deles sobre o evento deste ano? A organização do certame questionou três retalhistas do Bahrein, da Alemanha e dos EUA:

Mohammed Mahmood Jaffar, o presidente da Asia Jewelers, uma das principais empresas de relógios e joalharia do Bahrein, acredita que os organizadores implementaram mudanças e medidas positivas para esta próxima edição da feira.

Wilhelm Rüschenbeck, que dirige uma tradicional empresa familiar alemã com 12 lojas na quarta geração, está ansioso para descobrir novas marcas de relógios, fazer novos contactos com negociantes de pedras preciosas e passar tempo com seus funcionários.

Para Ezra Bekhor, o CEO da joalharia LV Luxury Jeweler sediada em Las Vegas (EUA), as marcas de relojoaria devem continuar a expor em feiras como a Baselworld – é uma forma de comparar os relógios e de apreciar todas as tendências.

E, para si, o que representa a Baselworld? É já entre os dias 21 e 26 de março de 2019 que todos os caminhos vão dar a Basileia, na Suíça.

12 Março 2019
Eventos e formação

Notícias relacionadas