“Making of” de um relógio A. Lange & Söhne

Imagem da notícia: “Making of” de um relógio A. Lange & Söhne

Uma visão sobre a conceção do 1815 Chronograph

Começando com a produção dos seus 306 componentes, são necessários quase nove meses até que o calibre de manufatura L951.5 fique concluído e pronto a funcionar.

Equipado com um sistema de roda de colunas, função flyback e ainda um totalizador de minutos com salto instantâneo de grande precisão, o movimento cronográfico do 1815 Chronograph é encarado pelos conhecedores como uma obra-prima da técnica e da estética. A sua montagem exige a mais elevada destreza manual.

No que diz respeito às principais complicações da relojoaria mecânica, o cronógrafo é aquela que oferece ao seu utilizador um melhor nível de interação. Enquanto a complexidade técnica de um calendário perpétuo ou de um turbilhão permanece geralmente ocultada, um cronógrafo é frequentemente posto a funcionar, a ser parado e a ser reiniciado.

A intransigente ambição dos relojoeiros da manufatura A. Lange & Söhne é a de que, após muitos anos de utilização, as sequências de partida, paragem e retorno a zero dos cronógrafos da marca sejam executadas de modo tão fiável e preciso como o foram no primeiro dia.

Quanto mais complexo é um movimento mecânico, mais rigorosos são os requerimentos impostos aos relojoeiros designados para o processo de montagem. Um dos maiores desafios é o de montar o mecanismo cronográfico, especialmente se o movimento inclui complicações como a função flyback. É por essa razão que, na A. Lange & Söhne, uma experimentada equipa de especialistas é responsável por este tipo de complicação. Só um e sempre o mesmo relojoeiro tem a responsabilidade de concretizar a primeira e a segunda sequências da montagem, uma prática que se afigura tradicional na Lange.

16 Outubro 2018
Relojoaria

Notícias relacionadas

Swatch: coleção 1983 com materiais de origem biológica

Fiel à sua essência, a Swatch reinventa-se uma vez mais. A pouco convencional marca relojoeira suíça apresenta a sua última inovação: uma coleção de relógios construídos a partir de materiais provenientes da natureza. Uma nova coleção que promete assinalar um novo marco na indústria.

Ler mais 18 Setembro 2020
Relojoaria

Portojóia regressa em 2021

De 23 a 26 de setembro de 2021, a Portojóia volta à Exponor, no Porto, para "uma edição surpreendente". O anúncio das novas datas foi feito pela organização, após a feira deste ano ter sido cancelada.

Ler mais 14 Setembro 2020
Eventos e formaçãoJoalharia e ourivesariaRelojoaria