O primeiro espaço museológico dedicado à filigrana

Imagem da notícia: O primeiro espaço museológico dedicado à filigrana

O espaço cultural, dedicado à arte filigraneira e à sua história ancestral, situa-se no Largo de São Carlos, no Chiado, localização impetuosa da capital portuguesa.

Com entrada gratuita, o museu percorre a cronologia da evolução da filigrana em Portugal, recriando o ambiente tradicional das oficinas familiares e apresentando as várias fases do processo de fabrico.

No exterior do edifício, um mural assinado pelo ilustrador Nuno Saraiva, celebra a arte, através da história de três mulheres, cujas saias desenham as colinas de Lisboa.

10 Setembro 2018
Joalharia e ourivesaria

PUBLICIDADE
BaselWorld 2019

Notícias relacionadas

Brasil: joias que apelam à sustentabilidade

Design Côté, Utrópica, Re-d.eck, Crua Design e Estúdio Ripa. Estas marcas de joias brasileiras em madeira incentivam o consumo consciente, a produção artesanal e a valorização do trabalho local.

Ler mais 11 Abril 2019
Joalharia e ourivesaria