Pelé doa joias para a caridade

Imagem da notícia: Pelé doa joias para a caridade

O ex-futebolista Pelé vai leiloar as peças que foi recebendo ao longo de mais de 20 anos de carreira, como troféus, medalhas e outros objetos de valor.

São mais de dois mil itens que o brasileiro quer reverter em receitas, para doar ao Pequeno Princípe, o maior hospital pediátrico do Brasil. Estima-se que a venda possa arrecadar um total de três a quase cinco milhões de euros.

“Várias vezes apareceram pessoas querendo fazer isso [leiloar]. Muita gente termina a carreira e não sabe para onde foi o troféu. Eu achei que dessa maneira, além de eu fazer um benefício futuro para os meus futuros filhos, eu teria uma forma de garantir que as peças não seriam perdidas. Por isso, eu aceitei essa proposta”, disse Pelé numa entrevista à Folha de São Paulo, em abril, segundo o jornal Observador.

O leilão conta com a organização da Julien’s Auctions. “Este é o maior leilão desportivo de sempre. É um fenómeno ver uma coleção tão vasta de um homem numa sala”, disse Martin Nolan, responsável pela instituição. Continuou ainda a explicar que “ele tem 75 anos e este é o seu legado. Quer ver estes objetos em todo o mundo, nos museus e nas mãos de pessoas para que possam estimá-los e apreciá-los durante muitos e muitos anos”.

Estarão para venda objetos únicos, como uma réplica da Taça Jules Rimet, avaliada entre 359 a 538 mil euros, as medalhas do campeonatos do mundo de futebol de 1958, 1962 e 1970, algo como 90 e 179 mil euros cada uma, a bola com que marcou o seu milésimo golo, que vale entre 35 a 54 mil euros, o anel de vencedor da NASL pelo New York Cosmos, 27 a 35 mil euros, e também o prémio de “Atleta do Século” atribuído pelo jornal francês L’Equipe, algo como 18 a 27 mil euros.

Outros objetos também irão a leilão, como uma guitarra que o “Rei do Futebol” usou nos anos ‘70, chinelos japoneses e uma carta de condução que expirou há seis anos.

 

13 Junho 2016
Atualidade

Notícias relacionadas

Candidaturas abertas para o Programa Apoiar.pt

Já pode registar a sua empresa ou organização no Balcão Portugal 2020, caso pretenda requerer o novo apoio dirigido aos negócios mais afetados pela pandemia Covid-19, nomeadamente na área do comércio.

Ler mais 27 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria

Yvel desenvolve máscara de proteção mais cara do mundo

A máscara de proteção mais cara do mundo custa cerca de 1,3 milhões de euros e foi desenvolvida pela Yvel, marca de joalharia israelita. O equipamento de proteção individual deverá incluir mais de 3.600 diamantes brancos e pretos.

Ler mais 26 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria