Liliana Guerreiro apresenta nova coleção de joalharia contemporânea

Imagem da notícia: Liliana Guerreiro apresenta nova coleção de joalharia contemporânea

A coleção da designer portuguesa Liliana Guerreiro desenvolve-se em linhas minimais e depuradas, trabalhadas com materiais nobres como o ouro e a prata e recorre a técnicas artesanais, reinterpretando tradições. É uma narrativa de elementos que combina a sofisticação com as técnicas da joalharia tradicional minhota para criar joias contemporâneas que viajam por todo o mundo, da Europa ao Japão.

O seu projeto de vida é a reinterpretação contemporânea da arte da filigrana, ou não fosse a criadora de origem minhota. Liliana Guerreiro parte dos elementos básicos da filigrana: o filum, um fio de metal, e o granum, um grão, dando-lhes o protagonismo das peças. Um trabalho minucioso e paciente pelas mãos de uma dupla de artesãos de uma das mais antigas oficinas do país, mestres nesta arte delicada, que dá origem às coleções Leveza, Fio, Elementos, Malha, Bocais, Cheio de Ramo, Era e Estrutura.

As novidades, agora lançadas, são transversais a quase todas, sendo que em comum refletem a vontade da designer de criar peças minimalistas, que apostam na força dos detalhes. São peças pensadas para o quotidiano, descomplicadas, versáteis e intemporais. Destaque a para a coleção Malha, vencedora de importantes prémios ao longo do percurso de Liliana Guerreiro, que se renova com peças mais práticas e simples.

Outra das coleções é a Cores, multiplicada por uma paleta alargada de tons, que se combinam em contrastes e harmonias. Brincos, anéis, alfinetes e botões de punho disponíveis em 30 cores. Os anéis são a peça-chave desta linha, desdobram-se em 5 tamanhos diferentes cada um com 30 cores, podendo ser conjugados em mais de 50.000 combinações.

Liliana Guerreiro é uma das mais proeminentes designers de joalharia contemporânea. Em outubro de 2014 foi convidada para expor a sua coleção no MAD – Museu de Arte e Design de Nova Iorque e, na sequência dessa participação, foi uma das selecionadas para integrar a loja do museu, passando a vender as suas peças em permanência. Seguiram-se novos convites e propostas, como foi o caso do Museu de Chicago, atualmente um ponto de venda importante para a marca.

A marca Liliana Guerreiro conta, aliás, com uma forte presença internacional, tendo como mercados prioritários EUA e Japão, com consumidores rendidos à arte da filigrana, e Itália e Bélgica, países onde a coleção Cores tem maior aceitação.

 

5 Outubro 2015
Atualidade

Notícias relacionadas

Como será a indústria do luxo após a Covid-19?

Dez das principais mentes da área do comércio de bens de luxo - incluindo relojoeiros e joalheiros - falam sobre as consequências duradouras da crise relacionada com a pandemia de Covid-19.

Ler mais 8 Setembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesariaRelojoaria