Joias que são uma “segunda pele”

Imagem da notícia: Joias que são uma “segunda pele”

A Batucada introduziu no mercado joias que se apelidam como uma “segunda pele”, não poluentes, graças aos seus materiais produzidos manualmente por estilistas de reputação internacional.

Desta forma, as joias da marca são antialérgicas, pois não contêm qualquer vestígio de chumbo ou ftalato. Além disso, são peças maleáveis, que se adaptam ao corpo.

“Estas joias são muito leves e revelam um conceito amigo do ambiente, pois todo o material é reciclável. Hoje em dia, esta assume-se também uma das políticas da empresa”, disse-nos Pedro Botelho, representante desta marca francesa em Portugal.

A PortoJoia foi “feliz” para a Batucada, pois deu a oportunidade de consolidar clientes antigos e proceder à tomada de novos contactos. “Estamos também a tentar recuperar, com relativo sucesso, os clientes que desistiram de colaborar com a marca no passado”, referiu-nos Pedro Botelho.

O principal chamativo das joias é a curiosidade e a possibilidade de diversificar o negócio das ourivesarias, como uma alternativa.

7 Outubro 2014
Atualidade

Notícias relacionadas

Candidaturas abertas para o Programa Apoiar.pt

Já pode registar a sua empresa ou organização no Balcão Portugal 2020, caso pretenda requerer o novo apoio dirigido aos negócios mais afetados pela pandemia Covid-19, nomeadamente na área do comércio.

Ler mais 27 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria

Yvel desenvolve máscara de proteção mais cara do mundo

A máscara de proteção mais cara do mundo custa cerca de 1,3 milhões de euros e foi desenvolvida pela Yvel, marca de joalharia israelita. O equipamento de proteção individual deverá incluir mais de 3.600 diamantes brancos e pretos.

Ler mais 26 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria