O que fazer com os diamantes sintéticos

Imagem da notícia: O que fazer com os diamantes sintéticos

Na JoiaPro 58, o gemólogo Rui Galopim de Carvalho considerou que “já não vale a pena ter o discurso de que os diamantes sintéticos são algo de distante e meros objetos de investigação académica.”

“Os recentes desenvolvimentos na tecnologia CVD (Chemical Vapour Deposition, ou deposição química em fase de vapor) para a síntese do diamante vieram a impulsionar de maneira significativa a sua produção para objetivos tecnológicos diversos e, por arraste, também para a joalharia. Comece por dizer-se que a grande maioria destes diamantes sintéticos não exibem propriedades gemológicas ou características internas passíveis de os identificar como tal, mesmo para um observador experimentado usando, por exemplo, m microscópio gemológico ou os aparelhos da chamada gemologia clássica. Para todos os efeitos, diamantes sintéticos incolores fabricados por CVD são praticamente iguais aos naturais. A maior preocupação com estas pedras não se prenderá com os que já são fabricados em pesos superiores a 1 quilate, pois é tendência crescente nos mercados o acompanhamento de pedras desta dimensão por um certificado emitido por um laboratório internacional onde, por norma, a natureza da pedra é rigorosamente determinada. O problema reside nas dimensões abaixo de 0,30 ct, peso abaixo do qual são raros os certificados, em especial nos lotes de “melée”, isto é, de pedras pequenas (e.g. entre 0,01 e 0,05 cts), que constituem a grande maioria de vendas em joalharia em termos de quantidade. Estas pedras não passam, em regra, no crivo dos laboratórios, circulando sem qualquer escrutínio”.

Saiba mais aqui.

11 de Agosto, 2014
Atualidade

Notícias relacionadas

Ourivesaria Tavares marca 100 anos em 2022

As comemorações desta “data redonda” fazem parte de algumas mudanças da casa centenária. Novo website, inovação, mas também muita “herança” são as apostas da ourivesaria poveira.

Ler mais 1 de Dezembro, 2021
AtualidadeEventosOurivesaria

Thomas Sabo estreia-se na Inhorgenta Munich

Para além do criador alemão, outras das marcas de prestígio têm agendadas as suas estreias no evento em fevereiro, numa edição onde o segmento de relógios testemunha um crescimento particularmente forte.

Ler mais 30 de Novembro, 2021
AtualidadeEventosOurivesariaRelojoaria

Museu do Relógio organiza “Exposição Exquisita”

O Museu do Relógio está a organizar uma exposição temporária “inédita” dedicada a relógios que se destacam de alguma forma pela sua peculiaridade. A “Exposição Exquisita” vai decorrer entre os dias 10 a 31 de dezembro de 2021, no polo de Évora, e de 7 a 30 de janeiro de 2022, na sede da instituição, em Serpa.

Ler mais 29 de Novembro, 2021
AtualidadeEventosRelojoaria