Perfeição, com relógios e motores de aviões

Imagem da notícia: Perfeição, com relógios e motores de aviões

No museu da MTU Aero Engines, em Munique, três peças da marca relojoeira A. Lange & Söhne dialogaram com os motores da Airbus A320 e A380.

A MTU Aero Engines é uma conhecida produtora alemã de motores de aviões, cuja conceção é sempre um expoente na engenharia dada a complexidade inerente destes projetos. O que o museu pretendeu mostrar com esta parceria foi que a perfeição não tem um tamanho no sentido literal, explicando este conceito com recurso a uma afirmação de Sir Henry Royce, engenheiro inglês que fundou em conjunto com Charles Rolls a conhecida marca de carros Rolls-Royce, em 1906: “Coisas pequenas fazem a perfeição, mas a perfeição não é uma coisa pequena”.

Tal como a Airbus foi fundamental para o desenvolvimento da aeronáutica, a A. Lange & Söhne foi preponderante para a Relojoaria, sendo exemplo o Lange 31, um exemplar relógio de pulso mecânico que é pioneiro ao apresentar uma reserva de energia, que graças a um movimento de força constante de escape consegue manter estabilidade durante um mês.

Para além deste modelo, o museu deu a conhecer, dentro da mesma lógica da perfeição, o Double Split, um cronógrafo de duplo ‘rattrapante’ que permite medições de tempo comparativas até 30 minutos, e o Lange Zeitwerk, o responsável pelo patenteamento do mecanismo de escape de força constante, exibindo um mostrador de numerais “saltitantes” em claridade singular.

3 de Junho, 2014
Atualidade

Notícias relacionadas

Fevereiro em números

Fique a conhecer as cinco notícias mais lidas no nosso site durante o mês de fevereiro de 2021, segundo dados do Google Analytics.

Ler mais 1 de Março, 2021
Atualidade

Bom Carnaval

Apesar das circunstâncias, a equipa da JoiaPro deseja a todos os leitores e seguidores um ótimo Carnaval.

Ler mais 16 de Fevereiro, 2021
Atualidade

Covid-19: apoio excecional aos artesãos e às unidades produtivas artesanais

O IEFP vai atribuir apoio financeiro aos artesãos e às unidades produtivas artesanais com sede em território continental, como forma de incentivo à manutenção da atividade destas empresas, para fazer face à perda de rendimentos decorrente do cancelamento de feiras e certames de promoção e comercialização do artesanato originado pela crise pandémica Covid-19.

Ler mais 12 de Fevereiro, 2021
Atualidade