Fim da “guerra dos sete anos”

Imagem da notícia: Fim da “guerra dos sete anos”

A batalha judicial de sete anos entre o Grupo Swatch e a Ice-Watch chegou finalmente ao fim, relativamente à coexistência das marcas.

Embora os problemas tenham surgido em 2006, quando a Swatch se opôs ao registo da Ice-Watch por haver “potencial confusão fonética”.

Só em 2008 é que a proposta de co-existência surgiu, à qual a Ice-Watch recorreu ao Tribunal Comercial de Berna, na Suíça, por haver “interpretações diversas”, dando assim começo à batalha judicial.

No passado dia 21 houve a assinatura do mútuo-acordo entre ambas as partes, cujos detalhes não serão revelados.

Segundo Jean-Pierre Lutgen, chefe executivo da Ice-Watch, o fim desta litigação prova que a marca “é matura e bem-estabelecida” no mercado, que fará com que se concentrem em desenvolver a marca e os projetos agendados, como um relógio inteligente (smart watch).

O Grupo Swatch ainda não se pronunciou sobre o caso.

24 de Janeiro, 2014
Atualidade

Notícias relacionadas

Mesh cria jóias genderless

A nova coleção foi idealizada em colaboração com a Lewis Magazine, numa primeira coleção “sem género”, marcada pela “diversidade, inclusão, minimalismo, elegância e uma nova visão de peças intemporais”.

Ler mais 12 de Agosto, 2022
AtualidadeOurivesaria

Loja virtual ou marketplace? 

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E.P.E. (AICEP) mostra os prós e contras destas duas soluções online para o seu negócio em formato virtual.

Ler mais 8 de Agosto, 2022
AtualidadeNotícias