​​​​​​​​​​​

Sobre a contrafação no mundo da joalharia

Imagem da notícia: Sobre a contrafação no mundo da joalharia

Margot van Laake e Pedro Lourenço, o proprietários da marca Woo’s pure feelings, escreveram à JoiaPro um artigo sobre a contrafação em joalharia. Para eles, os “infratores” deveriam ser fortemente punidos.

Hoje em dia, não há uma marca em Portugal com alguma visibilidade que não tenha sido alvo de contrafação. Nós próprios, na Woo’s pure feelings, somos vítimas deste flagelo. Houve, inclusivamente, empresas que copiaram o nosso conceito na íntegra e chegaram ao ponto de adotar o mesmo formato de comunicação (neste caso, um flyer e o catálogo de produto) com o mesmo tipo de grafismo e o mesmo tipo de produto, o que contribui ainda mais para enganar o consumidor. Tudo à luz das autoridades e nada é feito! Estamos a falar de uma temática, um conceito de sentimentos, totalmente copiado com a única preocupação de conseguirem colocar no mercado o mesmo tipo de produto com um preço mais barato. A qualidade, claro, é inferior à da nossa marca em todos os aspetos, nomeadamente liga de prata, espessura, banhos galvânicos, acabamentos, etc.. Mas tudo isto nos prejudica em varias áreas, pois retiram-nos quota de mercado de vendas, o consumidor está a ser enganado no ato da compra e a má qualidade fica associada à nossa marca. 

Artigo completo na próxima edição da JoiaPro.

31 Maio 2019
Joalharia e ourivesariaOpinião

Notícias relacionadas

ERN faz remodelação da Joalharia Ferreira Marques

A Joalharia Ferreira Marques foi alvo de uma remodelação nas suas emblemáticas instalações do Rossio, em Lisboa. A JoiaPro falou com Paula Gião, consultora de desenvolvimento de negócio e vitrinismo na loja, para saber porque decidiram optar pela ERN-Construções.

Ler mais 4 Junho 2020
Conteúdo patrocinadoJoalharia e ourivesaria