Platina perde terreno em joalharia

Imagem da notícia: Platina perde terreno em joalharia

A falta de interesse do mercado chinês pela platina pode inferir uma queda da produção de joias deste género.

Segundo dados da agência Reuters, a China é o principal consumidor de platina, tendo consumido em 2015 mais de 60 por cento deste metal branco.

Ainda, analistas da agência GFMS revelaram durante a London Platinum Week, que começou a 16 de maio e acaba no dia 20, que o interesse chinês em platina baixou na ordem dos dois dígitos, uma influência direta da quebra de quatro por cento do consumo de joias neste mercado em geral, sendo o crescimento mais lento nos últimos 25 anos.

O interesse pende maioritariamente para bens domésticos e turismo. Por outro lado, o ouro tem vindo a ganhar predominância quanto à platina, dado que é de trabalho mais fácil em joalharia e é visto como uma opção de investimento para o futuro, mas também porque a platina tende a ser associada a gemas, cuja relação pende para desvalorizar o preço do metal.

Outros fatores influenciadores provêm do escândalo de corrupção em Pequim, no ano de 2012, que forçou os visados no caso a cortarem na compra de bens de luxo, e na desvalorização da platina em 2015, que cortou os preços para 1000 dólares a onça, o valor mais baixo desde 2009.

18 Maio 2016
Atualidade

Notícias relacionadas

Como será a indústria do luxo após a Covid-19?

Dez das principais mentes da área do comércio de bens de luxo - incluindo relojoeiros e joalheiros - falam sobre as consequências duradouras da crise relacionada com a pandemia de Covid-19.

Ler mais 8 Setembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesariaRelojoaria

STAYAWAY COVID, a app de rastreio automático

A STAYAWAY COVID é uma aplicação móvel de rastreio automático de contactos de utentes com Covid-19. Foi apresentada a 1 de setembro como um meio complementar aos sistemas tradicionais de resposta à pandemia.

Ler mais 7 Setembro 2020
Atualidade