Proteína da clara de ovo reduz hipertensão

Imagem da notícia: Proteína da clara de ovo reduz hipertensão

Uma proteína presente nas claras de ovo poderá ajudar a reduzir a hipertensão arterial, um dos principais fatores de risco nas doenças cardíacas.

A conclusão é de um grupo de cientistas chineses que acredita que o seu consumo poderá ajudar os pacientes no controlo da tensão.

Os investigadores da Universidade de Jilin, na China, descobriram um peptídeo, isto é, um fragmeno de proteína, capaz de reduzir a hipertensão arterial com a mesma eficácia que um fármaco normalmente prescrito para esta patologia, o Captopril.”O peptídeo da clara de ovo poderá ser útil para tratar ou prevenir a hipertensão”, afirmou Zhipeng Yu, que coordenou a investigação.

Segundo os especialistas, 50 miligramas do peptídeo RVPSL aparentam ter o mesmo efeito que 10 miligramas de Captopril, um dos inibidores de uma enzima que contribui para a hipertensão arterial. Além disso, esta proteína parece sobreviver a altas temperaturas, pelo que o facto de cozinhar os ovos não lhe retira as suas propriedades.

Desta forma, o consumo de claras de ovos poderá ser uma forma eficaz de ajudar os pacientes a manterem a pressão arterial baixa, em especial se combinado com medicação para o problema.

24 Abril 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Como será a indústria do luxo após a Covid-19?

Dez das principais mentes da área do comércio de bens de luxo - incluindo relojoeiros e joalheiros - falam sobre as consequências duradouras da crise relacionada com a pandemia de Covid-19.

Ler mais 8 Setembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesariaRelojoaria

STAYAWAY COVID, a app de rastreio automático

A STAYAWAY COVID é uma aplicação móvel de rastreio automático de contactos de utentes com Covid-19. Foi apresentada a 1 de setembro como um meio complementar aos sistemas tradicionais de resposta à pandemia.

Ler mais 7 Setembro 2020
Atualidade