As joias da Capital Europeia da Cultura

Imagem da notícia: As joias da Capital Europeia da Cultura

Eugénio Campos, Finouro, Inês Barbosa, Lucente Jóias, MC Pof, Mística Jóias, Ouronor e Sousa e Coelho quiseram apostar na produção de joias e outros objetos para aproveitar as oportunidades de negócio geradas pela Capital Europeia da Cultura, bem como para chegar a novos clientes e reforçar a notoriedade das empresas.

 

O licenciamento das peças, que utilizam o logótipo do evento, realiza-se junto da Fundação Guimarães 2012. Através da análise de uma amostra, a instituição fornece uma autorização, que é dada sob a forma de licenciamento, mediante a assinatura de um contrato.

 

Cada uma das peças que entra no circuito de comercialização tem de ostentar uma etiqueta que atesta o licenciamento. Se for necessário produzir novas peças, mesmo já tendo sido licenciadas, terão de apresentar a respetiva etiqueta.

Leia a reportagem na íntegra da JoiaPro 52!

 

 

 

1 de Outubro, 2012
Atualidade

Notícias relacionadas

Ourivesaria Tavares marca 100 anos em 2022

As comemorações desta “data redonda” fazem parte de algumas mudanças da casa centenária. Novo website, inovação, mas também muita “herança” são as apostas da ourivesaria poveira.

Ler mais 1 de Dezembro, 2021
AtualidadeEventosOurivesaria