“Cultivamos a honestidade”

Imagem da notícia: “Cultivamos a honestidade”

A Cipriano Jóias, situada na zona pedonal de Esposende, acredita que o esforço e a aposta no serviço e no atendimento vão ser a chave de sucesso do sector da ourivesaria.

A boa disposição ao balcão e a actualização constante de competências reinam entre os cinco funcionários da ourivesaria. “Cultivamos a honestidade acima de tudo e esforçamo-nos por prestar um bom serviço”, clarifica o gestor. “Independentemente do valor da peça que vamos vender, recebemos o cliente com um sorriso nos lábios”, exemplifica.

Na loja Cipriano Jóias o pós-venda assume também grande preponderância. “É a chave para a fidelização do cliente”, frisa Cipriano Sousa.

Outra mais-valia reside no serviço personalizado. O fundador atende aos pedidos pessoais dos clientes e esmera-se para satisfazer os seus anseios. “Sobretudo trazem pedras das férias com as quais querem fazer jóias. Estudo a possibilidade e oriento a criação da peça. A satisfação do cliente é notória”, declara.

A casa, de grandes dimensões, possui dois pisos. No rés-do-chão, onde a generalidade da exposição e da comercialização se realizam, a loja exibe marcas de moda, de renome nacional e internacional. Uma sala contígua dedica-se a gostos mais clássicos, onde pratas decorativas e algumas antiguidades tomam lugar.

26 de Fevereiro, 2010
Entrevistas

Notícias relacionadas

“A joalharia só pode ser feita com amor”

Quem o diz é José João Vilares, um eterno apaixonado pela ourivesaria e fundador da escola de joalharia contemporânea Engenho & Arte, sediada no Porto. Numa conversa intimista, o responsável revelou-nos que este projeto nasceu do sonho de impulsionar a joalharia contemporânea, preservando sempre as técnicas mais ancestrais desta arte.

Ler mais 7 de Outubro, 2020
EntrevistasJoalharia e ourivesaria