O luxo depois da crise Covid-19

Imagem da notícia: O luxo depois da crise Covid-19

De acordo com o último relatório da Bain & Co., a crise relacionada com a Covid-19 deste ano pode levar a uma queda de até 35% nas vendas, mas as empresas sairão mais fortes, mais digitalizadas e estratégicas.

  1. No primeiro trimestre de 2020, prevemos que as vendas globais de luxo diminuirão de 25 a 30%, embora haja sinais de recuperação na China.
  2. No geral, para 2020, existem três cenários envolvendo contrações que variam de 15 a 18%; de 22 a 25%; de 30 a 35%.
  3. As equipas de gestão podem mitigar as ameaças de hoje e acelerar a recuperação se agirem através de uma nova estrutura de liderança e saída de crises; se acelerarem os procedimentos financeiros e operacionais a curto prazo e revirem o modelo de negócio e a proposta de valor relativo.

Esses são os três principais pontos do último relatório da Bain & Co sobre as previsões para o mercado de luxo pós-Covid, emitidas a 25 de março. Segundo o relatório, além da crise de saúde, a pandemia representa uma séria ameaça a todos os setores.

O Produto Interno Bruto, o emprego (e, portanto, o poder de compra) e os mercados financeiros estão sob forte tensão, com uma consequente queda na confiança do consumidor e na sua capacidade de compra. Outro problema diz respeito às viagens de luxo, uma vez que as restrições impostas afetarão consideravelmente os bens e serviços normalmente adquiridos pelos turistas, que ainda são prejudicados pelas restrições de viagens e pelo medo persistente de serem infetados em aviões e navios de cruzeiro.

O mercado de luxo fechou 2019 em 281 bilhões, com uma taxa de crescimento previsto até 2025 entre 3 e 5%. O primeiro trimestre de 2020, no entanto, encerrará com uma queda de 25 a 30% nas vendas, o que, em termos monetários, significa uma perda entre 60 e 70 bilhões de euros em relação a 2019. Até 2021 não chegará uma eventual recuperação, segundo as diretrizes da Bain descritas em 2019.

Saiba mais aqui.

14 Abril 2020
Atualidade

Notícias relacionadas

Como será a indústria do luxo após a Covid-19?

Dez das principais mentes da área do comércio de bens de luxo - incluindo relojoeiros e joalheiros - falam sobre as consequências duradouras da crise relacionada com a pandemia de Covid-19.

Ler mais 8 Setembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesariaRelojoaria

STAYAWAY COVID, a app de rastreio automático

A STAYAWAY COVID é uma aplicação móvel de rastreio automático de contactos de utentes com Covid-19. Foi apresentada a 1 de setembro como um meio complementar aos sistemas tradicionais de resposta à pandemia.

Ler mais 7 Setembro 2020
Atualidade