​​​​​​​​​​​

Tavares quer eternizar histórias de amor reais

Imagem da notícia: Tavares quer eternizar histórias de amor reais

O 21º Correntes d’ Escritas, promovido pela Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, inspira a centenária Ourivesaria Tavares para o lançamento de uma campanha que pretende celebrar os amores reais que por lá passam desde 1922: “Há histórias de amor que vivem fora dos livros”.

A eternização de amores eternos. Este é o mote para a campanha da Tavares, que pretende dar voz às incontáveis histórias de amor eternos e reais, testemunhadas e materializadas com peças de joalharia desta casa, ao longo de quase 100 anos. Atenta às histórias de amor que vivem para sempre e às suas personagens que, frequentemente, os visitam ora para adquirir mais uma peça do seu legado, ora para lá deixar em restauro alianças e anéis de noivado com o cunho Tavares, onde se sentem já marcas do tempo e das memórias. São essas as histórias que a Tavares pretende agora narrar e partilhar com toda a comunidade.

Nas montras, as joias brilham juntos dos mais belos exemplares da literatura portuguesa. Eça de Queirós, Luís de Camões e Alexandre Herculano são alguns dos autores que se juntam às peças de arte fundidas nos mais nobres metais e cravados de preciosidades. Esta é a homenagem à literatura, à portugalidade e ao orgulho no que se faz por cá, desde tempos imemoriais, sempre olhando para o futuro.

Um marcador de livros de edição especial Correntes d’ Escritas 2020 foi desenhado e criado pela Tavares para presentear todos os que aceitarem por lá passar e deixar registado num livro – ainda em branco – memórias, frases, palavras, pensamentos e sentimentos de histórias de amor. Para o acesso, um requisito essencial: serem histórias reais, que incluam o néctar da felicidade – amor e joias.

Muitos são os participantes no evento Correntes d’ Escritas – e todo o público – que quererão deixar, neste livro, o registo em palavras das histórias de amor que os acompanham. A partir de todas elas, “a Tavares compromete-se a dar-lhes voz, palco e forma. Porque é isso que faz desde 1922. Dar forma, brilho e textura ao amor. É esse o caminho que pretende percorrer neste novo ciclo: eternizar pelas joias os amores eternos e partilhar todas essas histórias que por lá passam e brilham. Fora dos livros”.

Pode ver a primeira dessas histórias aqui.

17 Fevereiro 2020
Joalharia e ourivesaria

Notícias relacionadas

Que o azul de 2020 nos traga a confiança necessária

Assumida pela psicologia como uma cor tranquila, o Classic Blue 19-4052 simboliza, segundo a Pantone, “proteção, estabilidade, paz e segurança”. Mais do que nunca, precisamos de ter fé e confiança numa nova era, repleta de serenidade.

Ler mais 27 Março 2020
Joalharia e ourivesaria

Covid-19: setor da ourivesaria portuguesa bloqueado

O setor de ourivesaria portuguesa vinha a empreender uma trajetória de crescimento e expansão internacional, mas o atual contexto provocado pela Covid-19 representa um travão às aspirações das empresas.

Ler mais 25 Março 2020
Joalharia e ourivesaria