Ler poesia ajuda a estimular o cérebro

Imagem da notícia: Ler poesia ajuda a estimular o cérebro

De acordo com um estudo de investigadores da Universidade de Liverpool, divulgado no mês de janeiro, ler obras clássicas e poesia ajuda a estimular o cérebro e traz mais benefícios do que os livros de autoajuda.

Os cientistas pediram a 30 voluntários para lerem clássicos da literatura e aperceberam-se que, devido à linguagem usada nos livros, os leitores desenvolveram um maior sentido crítico e tinham mais momentos de auto-reflexão.

Através de ‘scanners’, os investigadores avaliaram o cérebro dos voluntários e registaram diferenças entre os que tinham lido os livros originais e os que optaram por uma tradução mais moderna.

Os leitores que leram os clássicos na sua versão original surpreenderam-se com palavras desconhecidas, uma estrutura frásica mais complexa ou expressões novas. Como consequência, foram mais estimulados durante a leitura.

O mesmo estudo descobriu que também a poesia tem um papel importante para quem lê. Ao estimular a atividade no hemisfério direito, uma área que abarca o pensamento simbólico e a criatividade, este género literário é mais estimulante do que os livros de autoajuda.

21 Janeiro 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Candidaturas abertas para o Programa Apoiar.pt

Já pode registar a sua empresa ou organização no Balcão Portugal 2020, caso pretenda requerer o novo apoio dirigido aos negócios mais afetados pela pandemia Covid-19, nomeadamente na área do comércio.

Ler mais 27 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria

Yvel desenvolve máscara de proteção mais cara do mundo

A máscara de proteção mais cara do mundo custa cerca de 1,3 milhões de euros e foi desenvolvida pela Yvel, marca de joalharia israelita. O equipamento de proteção individual deverá incluir mais de 3.600 diamantes brancos e pretos.

Ler mais 26 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria