Grad’Or, o projeto Gradouro aplicado

Imagem da notícia: Grad’Or, o projeto Gradouro aplicado

Conheça a Grad’Or, a marca criada pela equipa de investigadores do projeto de ourivesaria e engenharia Gradouro, da Universidade do Minho.

Os avanços pioneiros obtidos pela equipa liderada por Filipe Samuel Silva (cuja entrevista pode ler na próxima edição), nos últimos oito anos, têm vindo a ser aplicados na Grad’Or, a marca da iniciativa.

Os investigadores conseguiram criar um método que dá leveza a uma joia de ouro, enchendo o seu interior com uma espuma que dá mais consistência e baixo peso. A ideia rendeu o quarto prémio no The Santa Fe Symposium, dos maiores eventos de Ourivesaria do Mundo.

Os portugueses têm primado por um trabalho reconhecido, que lhes tem valido convites para participarem em conferências e palestras internacionais.

A ideia para a Grad’Or é ambição: transformar as suas tecnologias em produtos comerciais, para que alcancem ampla visibilidade internacional. Segundo a equipa, a marca tem dois objetivos fundamentais a alcançar, que são “demonstrar a capacidade das inovações realizadas no âmbito do projeto de serem comercialmente valorizadas” e, ainda, “ser um catalisador que possa levar consigo e projetar para várias partes do mundo outras marcas portuguesas”.

Embora seja detida por alguns investidores do projeto, está disponível a “abraçar” investidores que acreditem na ideia e queiram participar nesta “aventura”.

Para o próximo mês, a Grad’Or vai estrear em mercado nacional algumas coleções.

8 Julho 2014
Atualidade

Notícias relacionadas

Candidaturas abertas para o Programa Apoiar.pt

Já pode registar a sua empresa ou organização no Balcão Portugal 2020, caso pretenda requerer o novo apoio dirigido aos negócios mais afetados pela pandemia Covid-19, nomeadamente na área do comércio.

Ler mais 27 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria

Yvel desenvolve máscara de proteção mais cara do mundo

A máscara de proteção mais cara do mundo custa cerca de 1,3 milhões de euros e foi desenvolvida pela Yvel, marca de joalharia israelita. O equipamento de proteção individual deverá incluir mais de 3.600 diamantes brancos e pretos.

Ler mais 26 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria