Pode chover diamantes em Júpiter e Saturno

Imagem da notícia: Pode chover diamantes em Júpiter e Saturno

Dois cientistas americanos afirmam que elevadas concentrações de carbono na atmosfera de Júpiter e Saturno pode originar chuvas de diamantes.

Segundo os investigadores Kevin Baines da Universidade de Winsconsin-Madison e Mona Delitsky do Instituto de Engenharia Especial da Califórnia, tempestades de raios transformam metano em fuligem de carbono, que vai caindo passando por temperaturas extremas, transformando-se primeiro em grafite e depois em diamante que pode chegar a um centímetro de diâmetro.

Em alguns casos, os diamantes podem derreter, mas os cientistas ponderam que alguns possam tornar-se tão grandes para serem considerados “diamondbergs” (à semelhança de icebergs).

No entanto, dadas as condições extremas de Júpiter e Saturno, os cientistas afirmam que é impossível que se mantenham sólidos, daí que ponderem que exista um mar de diamantes líquidos.

Pode existir, num futuro próximo, possibilidade de passar as pedras para a Terra, nomeadamente em Saturno, onde há mais probabilidades de usar robots mineiros que extraiam os diamantes sólidos do centro do planeta.

15 de Outubro, 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Swatch com nova coleção: sustentável, biológica e cheia de estilo

A marca relojoeira Suíça apresenta a sua mais recente inovação: a BIOCERAMIC. Apenas alguns meses após o lançamento do primeiro Swatch fabricado com materiais de origem biológica, em setembro de 2020, chega agora uma nova e única combinação de cerâmica com plástico de origem biológica: made by Swatch.

Ler mais 14 de Abril, 2021
AtualidadeRelojoaria