Metade das ourivesarias já foram assaltadas

Imagem da notícia: Metade das ourivesarias já foram assaltadas

Dois alunos finalistas da licenciatura de Criminologia do Instituto Superior da Maia (ISMAI), estão a realizar um estudo sobre a criminalidade associada às ourivesarias do concelho do Porto, intitulado “Da investigação à ação: prevenção da criminalidade associada às ourivesarias e relojoarias”.

O relatório só será concluído por Pedro Alves e Ana Raquel Teixeira no final do ano, porém os resultados preliminares da investigação projetam que metade das ourivesarias do Porto já foi alvo de assalto ou tentativa de assalto; 28 por cento dos roubos decorreu durante 2010 e 65 por cento das ocorrências aconteceram nos últimos três anos.

Os alunos do ISMAI pretendem com este estudo mostrar que o assalto ou tentativas de assalto às ourivesarias tem sido um fenómeno muito presente na realidade portuguesa e que tem vindo a crescer.

 

30 de Novembro, 2012
Atualidade

Notícias relacionadas

Ourivesaria Tavares marca 100 anos em 2022

As comemorações desta “data redonda” fazem parte de algumas mudanças da casa centenária. Novo website, inovação, mas também muita “herança” são as apostas da ourivesaria poveira.

Ler mais 1 de Dezembro, 2021
AtualidadeEventosOurivesaria