“Temos de ser diferenciadores naquilo que vendemos”

Imagem da notícia: “Temos de ser diferenciadores naquilo que vendemos”

Quem o diz é Madalena Bravo, responsável pela Finogold, empresa criada em Gondomar há quase 100 anos. Numa breve conversa com a JoiaPro fala sobre os produtos que a empresa disponibiliza, frisando que têm “coleções para todos os gostos”. A responsável pela empresa portuense destaca ainda que na ourivesaria é necessário estar atento aos detalhes e às montras de loja que “são o cartão de visita” para os clientes.

Além das alianças, que outros produtos disponibilizam? 

As alianças são o nosso ex-libris, mas temos também todos os complementos para noivos: desde brincos, colares e pulseiras, anéis de noivado, alianças de namoro… Contamos, no nosso portefólio, com alguns parceiros como Eugénio Campos, Topázio, Inês Barbosa, Nana, Maxímo Betro e White Diamonds. E disponibilizamos acessórios de decoração em prata, joalharia e acessórios para bebés e crianças. 

Referem no vosso site que a vossa coleção conta “com mais de 1.500 modelos, desde o tradicional ao mais moderno e ousado”. O que caracteriza as vossas coleções? 

Temos coleções para todos os gostos. Temos o tradicional, simples e liso e o mais moderno. Na coleção de alianças temos modelos bastante diferentes, com aplicações de filigrana, aplicações de pedras, acetinados, alianças mais minimalistas. Temos um pouco de tudo e uma das coisas que nos caracteriza é a capacidade de personalizar, consoante o budget de cada pessoa. Apesar de muitas vezes as pessoas gostarem de alianças mais caras do que o orçamento que possuem, nós conseguimos, dentro do que temos, e temos muito, arranjar alternativas. Nós ajustamo-nos ao cliente e não o contrário. Temos essa capacidade, por um lado porque produzimos e, por outro, porque conhecemos bem os nossos produtos.

Que mensagem gostaria de deixar aos leitores da JoiaPro e aos seus colaboradores? 

Aos meus colaboradores e a todos os que se cruzam comigo, desde funcionários até vendedores, quero agradecer, porque em tudo o que preciso estão lá para ajudar. Estou neste negócio há alguns anos e sinto-me verdadeiramente apoiada. Tenho uma equipa espetacular. Aos colegas de profissão, não desistam! Temos, como em todos os negócios, fases boas e más, mas não podemos desistir e lamentar-nos. Temos de continuar a apostar nos nossos negócios, mudar e seguir em frente. Na ourivesaria vendemos luxo, por isso, temos de ser diferenciadores naquilo que vendemos. Apostem nas montras, invistam tempo nisso, porque elas são o cartão de visita da loja. E outra coisa: sejam simpáticos e atenciosos, porque só assim conseguimos satisfazer o cliente. É errado quem pensa que estamos aqui para vender, nós estamos aqui para saber o que o cliente quer e, em consequência disso, vender, por isso, não se desleixem.  

Entrevista completa na JoiaPro 93.

4 de Janeiro, 2024
Entrevistas

Notícias relacionadas

Eugénio Campos Jewels celebra 37 anos de história

Eugénio de Campos é uma referência incontornável no panorama atual da joalharia portuguesa. CEO e criativo da Eugénio Campos Jewels desde 1987, Eugénio de Campos tem como objetivo “manter a sua marca como a de maior notoriedade e prestígio no setor e continuar a surpreender com a irreverência que tanto o caracteriza”.

Ler mais 1 de Abril, 2024
Entrevistas

“Queremos ser sinceros, consistentes e trabalhadores”

João Faria é vimaranense e nasceu no seio de uma família de joalheiros. Atual presidente da Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal (AORP) e CEO da Farilu Joalharias, “esconde” uma paixão pelo desporto. Apesar de ter uma agenda bastante preenchida, o dirigente da AORP confessa que “tem tempo para se dedicar àquilo que mais gosta”.

Ler mais 21 de Março, 2024
Entrevistas

A importância de poupar com o produto certo

Quando o assunto é a nossa reforma convém darmos passos seguros e ouvirmos conselhos de um especialista em soluções de poupança. José Carlos Sousa fala-nos assim do seguro Vida Inteira e respetivas vantagens.

Ler mais 19 de Janeiro, 2024
Entrevistas