Joias “Made in Italy” com lugar permanente em museu

Imagem da notícia: Joias “Made in Italy” com lugar permanente em museu

O Museu do Grupo de Exposições Italiano, criado no interior do Basílica Palladiana e gerida conjuntamente com a Câmara Municipal de Vicenza, reabriu as suas portas aos visitantes com a exposição “jóias italianas”, depois do seu encerramento obrigatório devido a medidas anti-Covid.

As 270 joias em exposição nas nove salas temáticas, foram selecionadas pelo comité científico das quais se destacam o alto nível de artesanato dos grandes ourives, empresas, protagonistas da joalharia de moda e designers, caracterizado por técnicas e materiais Made in Italy: do coral à filigrana, do micro-mosaico à pedra de lava e aos cenários de futuro.

Esta edição é inteiramente dedicada à produção tanto de grandes casas de moda como de pequenas e médias empresas nos distritos de ourivesaria do território, à excelência artesanal, à experimentação artística e à procura de designers independentes.

“A fim de melhor expressar a história da joalharia italiana e, por um período de tempo mais longo, decidimos, portanto, prolongar a sua duração e transformá-la numa edição permanente”, revelou Alba Cappellieri, diretora do Museu da Joalharia.

No início da sua quarta edição, o Museu de Joias de Vicenza é o primeiro do género em Itália. A exposição acrescenta outro nível de perceção da jóia que envolve o território, em termos de criatividade e fabrico, apresentando a excelência criativa, artística, produtiva e tecnológica da joalharia italiana.

6 de Outubro, 2021
AtualidadeEventosOurivesaria

Notícias relacionadas