Receitas com diamantes diminuem em Angola, entre janeiro e maio

Imagem da notícia: Receitas com diamantes diminuem em Angola, entre janeiro e maio

As receitas fiscais arrecadadas por Angola com a venda de diamantes caíram cinco por cento entre janeiro e maio, face ao período homólogo de 2014, traduzindo-se na exportação de mais de 3,4 milhões de quilates.

De acordo com a Agência Lusa, os números constam do mais recente relatório da Administração Geral Tributária angolana sobre as receitas arrecadadas pelo setor diamantífero e que fixa em 480,5 milhões de dólares (mais de 429 milhões de euros) as vendas totais nos primeiros cinco meses do ano.

“Estas vendas são referentes a 3.481.329 quilates de diamantes, o equivalente a uma subida de 3,8% face ao mesmo período de 2014, mas refletem uma quebra da receita fiscal, também em termos homólogos, entre imposto industrial e royalties. Apenas estes dois impostos – excluindo o imposto industrial definitivo calculado no final do ano e os lucros da empresa concessionária estatal do setor – renderam aos cofres angolanos, até maio, 3.441.773.530 kwanzas (25,5 milhões de euros), uma quebra homóloga de 5%, agravando a descida do mês anterior (-2,8%)”.

Em todo o ano de 2014, Angola arrecadou cerca de 10 mil milhões de kwanzas (74 milhões de euros) só com impostos sobre a venda, no total, de 8,6 milhões de quilates, por 1.274 milhões de dólares (1,13 mil milhões de euros).

Depois do petróleo, os diamantes são o principal produto de exportação de Angola, país que está entre os cinco principais produtores mundiais.

 

14 Julho 2015
Atualidade

Notícias relacionadas

Elements 75’80 presente no Galleria do Norteshopping

A dupla Marco e Nuno Santos inaugura o seu novo espaço na ala de marcas de luxo do Norteshopping. O momento é acompanhado pela renovação da identidade da marca de joalharia contemporânea, que passa agora a designar-se Elements 75’80.

Ler mais 5 Novembro 2020
Atualidade

Outubro em números

Fique a conhecer as cinco notícias mais lidas no nosso site durante o mês de outubro de 2020, segundo dados do Google Analytics.

Ler mais 2 Novembro 2020
Atualidade