“A ecologia é espinha dorsal e elemento aglutinador”

Imagem da notícia: “A ecologia é espinha dorsal e elemento aglutinador”

Na próxima edição da JoiaPro falamos de ecologia e inovação em ourivesaria/joalharia. Fomos ao encontro de empresas, e pessoas, que trabalham esta arte desta forma, como é o caso da Lundajoia.

Falámos com Armando Monteiro, da Lundajoia, uma empresa lusa que disponibiliza peças fabricadas a partir de materiais como cortiça e pedras vulcânicas.

“Utilizamos a cortiça na marca Mar Português como elemento aglutinador do ser português – Portugal é o maior produtor mundial de cortiça – em todas as suas dimensões assentes em oito séculos de História. E a cortiça é a única madeira que podemos usar sem nunca danificar a árvore. As pedras vulcânicas dos Açores compõem a Azorean Secrets. São irregulares e rústicas, espelham a pureza da paisagem açoriana e simbolizam as sensações que vivemos quando as contemplamos e sobretudo espelham a natureza de um povo ilhéu pleno de singularidades que vive e percebe os quatro cantos do mundo”.

Quando questionado sobre as razões desta postura, Armando Monteiro disse-nos que “não é só uma questão de postura.

É também um requisito de sobrevivência. O consumidor deste século é o mais apetrechado de saberes desde sempre e tem a oferta global à sua disposição 24 horas por dia. Da sua opção fazem partes critérios que temos de equacionar quando vamos ao mercado. Não é só a relatividade do bonito/feio, verão/inverno, estar ‘in/out’! É todo um conceito que tem de estar evidente no artigo, uma mensagem – território, sensações, recordações, determinada pessoa(s) – da qual a ecologia é espinha dorsal e elemento aglutinador, porque pode e deve ser comum e transversal ao longo de toda a existência anterior da peça, desde o processo criativo do ‘designer’ à fruição do adquirente e, eventualmente, até o processo final da sua destruição ou transformação”.

15 Novembro 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Inhorgenta 2021 conta com grande apoio da indústria

A Inhorgenta Munich será realizada entre os dias 19 e 22 de fevereiro de 2021, contando com um grande apoio da indústria apesar da situação pandémica que vivemos atualmente. Cerca de cinco meses antes do início do evento, são vários os expositores que já se inscreveram.

Ler mais 19 Outubro 2020
Atualidade

Imprensa Nacional – Casa da Moeda recebe selo Covid Safe

A Imprensa Nacional - Casa da Moeda (INCM) recebeu o selo Covid Safe, após uma auditoria da APCER - Associação Portuguesa de Certificação. Esta entidade reconhece as medidas de segurança e higiene tomadas pela empresa, de forma a garantir a diminuição do risco de contágio pelo novo coronavírus e restabelecer a confiança e segurança aos colaboradores, clientes e parceiros da organização.

Ler mais 8 Outubro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria