Messi e o “Pé de Ouro” solidário

Imagem da notícia: Messi e o “Pé de Ouro” solidário

Que o astro do futebol argentino, que joga no FC Barcelona e que encanta milhões de adeptos/fãs à escala planetária, vale ouro não é novidade. Para além, das quatro bolas de ouro que já ganhou e o consagram como melhor jogador do mundo, deste e quem sabe do outro, a magia que espalha em campo e as dores de cabeça que dá aos adversários também são prova disso.

Masakazu Tanaka, presidente da cadeia de lojas Ginza Tanaka em Tóquio, e o irmão mais velho do jogador, Rodrigo Messi, apresentaram o Pé de ouro – Golden Foot – que celebra as vitórias do jogador. A peça 25 quilos, em tamanho natural, produzida a partir de um molde do pé esquerdo do futebolista é muito realista.

Como afirmou um dos três irmãos do avançado argentino, “é impressionante que se possa fazer um objeto tão perfeito, com um molde excecional, e no qual se nota traço por traço o pé de Leo”. Na reprodução não se esqueceram das irregularidades da pele entre os dedos do jogador.

Para além desta peça única foi, também, apresentada a Planta do pé de ouro – Golden Foot Plate -, um quadro de edição limitada com a assinatura do astro. O seu valor é de 8,75 milhões de ienes – cerca de 72 mil euros – e produziram-se apenas 50 unidades, de 300 gramas de ouro. Nas lojas Ginza Tanaka estarão, ainda, à venda 100 mini reproduções do pé de Leonel Messi, de 10 centímetros cada e 100 gramas de ouro, num suporte de madeira, avaliados em 3,89 milhões de ienes – cerca de 32 mil euros.

Uma parte dos lucros será destinada à solidariedade. A Fundação Leo Messi, uma organização de caridade administrada pela família do jogador, vai apoiar um projeto para a recuperação dos danos provocados pelo sismo e pelo tsunami que afectaram o nordeste do Japão há dois anos, a 11 de março de 2011.

 

 

12 Março 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Candidaturas abertas para o Programa Apoiar.pt

Já pode registar a sua empresa ou organização no Balcão Portugal 2020, caso pretenda requerer o novo apoio dirigido aos negócios mais afetados pela pandemia Covid-19, nomeadamente na área do comércio.

Ler mais 27 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria

Yvel desenvolve máscara de proteção mais cara do mundo

A máscara de proteção mais cara do mundo custa cerca de 1,3 milhões de euros e foi desenvolvida pela Yvel, marca de joalharia israelita. O equipamento de proteção individual deverá incluir mais de 3.600 diamantes brancos e pretos.

Ler mais 26 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria