“De Picasso a Koons – o artista como joalheiro”

Imagem da notícia: “De Picasso a Koons – o artista como joalheiro”

O Instituto Valenciano de Arte Moderna (IVAM), em Espanha, tem a decorrer uma exposição de joias desenhadas por artistas como Picasso, Liechtenstein, Frank Stella e Braque.

O principal objetivo é destacar a ligação entre a ourivesaria e as criações artísticas. Para isso, 225 peças de grande valor material e intelectual – uma delas avaliada em 428 mil dólares americanos – dão corpo a esta mostra, a maioria pertencente à colecionadora Diane Venet.

Cerca de 150 artistas, entre pintores e escultores, estão representados nesta exposição por peças desenhadas desde a segunda metade do século XX. Picasso, por exemplo, contribui com uma série de sete peças de ouro, desenhadas entre 1956 e 1973.

Setenta por cento das joias da exposição pertencem à coleção de Diane e as restantes foram emprestadas por colecionadores, galeristas e particulares.

“De Picasso a Koons – o artista como joalheiro” esteve, anteriormente, em Nova Iorque e Atenas e, depois de Valência – onde estará até ao próximo dia 17 de fevereiro – marcará presença em Miami e Seul.

11 Dezembro 2012
Atualidade

Notícias relacionadas

Como será a indústria do luxo após a Covid-19?

Dez das principais mentes da área do comércio de bens de luxo - incluindo relojoeiros e joalheiros - falam sobre as consequências duradouras da crise relacionada com a pandemia de Covid-19.

Ler mais 8 Setembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesariaRelojoaria