“Digitais da Amazónia” em joias

Imagem da notícia: “Digitais da Amazónia” em joias

A partir de técnicas inéditas de ourivesaria, o autodidata Paulo Tavares Paulo juntou toda a experiência de anos de pesquisas e de trabalho na banca de ourives, ao talento criativo de Mónica Matos, para criar peças exclusivas, que retratam a fauna, a flora e toda a biodiversidade da floresta e da cultura amazónicas.

As gemas vegetais, uma criação de Paulo Tavares Paulo a partir de resinas naturais, formam uma coleção denominada “Digitais da Amazónia”. Peças que trazem para o mundo da joalharia as nervuras das folhas, o retorcido dos cipós e galhos, as múltiplas formas dos animais que habitam esse universo tão particular, como macacos, borboletas, peixes, serpentes e tartarugas.

O resultado desse trabalho levou dois anos e dois meses para ser concluído, incluindo o período de pesquisa, produção e confeção das 43 peças e das gemas vegetais de diversos pigmentos. Pingentes, colares, brincos e anéis mostram a beleza da matéria-prima e também expressam o conceito de sustentabilidade, a principal característica do trabalho de Paulo e Mónica.

 

30 Julho 2012
Atualidade

Notícias relacionadas

Candidaturas abertas para o Programa Apoiar.pt

Já pode registar a sua empresa ou organização no Balcão Portugal 2020, caso pretenda requerer o novo apoio dirigido aos negócios mais afetados pela pandemia Covid-19, nomeadamente na área do comércio.

Ler mais 27 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria

Yvel desenvolve máscara de proteção mais cara do mundo

A máscara de proteção mais cara do mundo custa cerca de 1,3 milhões de euros e foi desenvolvida pela Yvel, marca de joalharia israelita. O equipamento de proteção individual deverá incluir mais de 3.600 diamantes brancos e pretos.

Ler mais 26 Novembro 2020
AtualidadeJoalharia e ourivesaria