“Fascinam-me os ambientes”

JóiaPro · Em que consiste concretamente o seu trabalho?

Fernanda Lamelas · Elaboro projectos de arquitectura de interiores e faço também vitrinismo. A minha experiência de muitos anos nesta área já me permite ser uma espécie de consultora, dando sugestões ao nível das opções comerciais de cada lojista, e ajudando mesmo a definir o tipo de produtos para cada espaço e o tipo de espaço para cada marca. Para além de ser especialista na arquitectura de interiores de ourivesarias, a minha experiência abrange igualmente a arquitectura de edifícios e habitações.

JP: Porquê a especialização na concepção de espaços comerciais?

FL: Em qualquer viagem, visito dezenas de lojas e olho para tudo. Sou uma consumidora de produtos modernos e actuais, fascinam-me os ambientes e como eles podem provocar em nós sensações, como interagimos com eles. É nesse papel que me coloco quando tenho um novo projecto pela frente. Assumo o papel do consumidora e tento imaginar como é que eu seria cativada, como seria encantada.

JP: Quais as particularidades que tem em conta na execução de um projecto para ourivesaria?

FL: Há várias, mas uma fundamental é a segurança, que não passa apenas por ter portadas e alarmes. Outra muito importante é a noção de que a decoração se destina a realçar os produtos que se pretendem vender, que no nosso sector são sempre de pequena dimensão. Há que estar atenta aos níveis correctos de exposição, à eficácia da iluminação, ao conforto de clientes e à equipa de vendas. Há que se ter noção que trabalhamos num sector associado ao luxo e ao bom gosto.

 

Entrevista na íntegra na JóiaPro 40

25 de Julho, 2011
Entrevistas

Notícias relacionadas

Rosa Maria Mota em entrevista

A JoiaPro foi ao encontro da investigadora e autora do livro “A Ourivesaria Popular no Norte de Portugal e a sua vivência em Viana do Castelo”.

Ler mais 14 de Julho, 2021
EntrevistasOurivesariaRevista

“A joalharia só pode ser feita com amor”

Quem o diz é José João Vilares, um eterno apaixonado pela ourivesaria e fundador da escola de joalharia contemporânea Engenho & Arte, sediada no Porto. Numa conversa intimista, o responsável revelou-nos que este projeto nasceu do sonho de impulsionar a joalharia contemporânea, preservando sempre as técnicas mais ancestrais desta arte.

Ler mais 7 de Outubro, 2020
EntrevistasNotícias