Museu de joalharia contemporânea abre no Alentejo

A primeira jóia moderna criada em Portugal, um colar-gola da autoria do joalheiro Alberto Gordillo, é uma das peças do espólio do primeiro museu português de joalharia contemporânea, que abriu no início de Março na cidade alentejana de Moura.

O Museu Alberto Gordillo, criado pela Câmara Municipal de Moura a partir de uma proposta do joalheiro, está instalado no edifício do antigo quartel dos bombeiros e implicou um investimento de quase 500 mil euros.

 

O espólio do museu é composto por 226 peças da colecção de jóias criadas por Alberto Gordillo, desde os finais de 1950 até à actualidade, das quais 50 estarão em exposição permanente.

Em entrevista à Agência Lusa, Alberto Gordilho revelou que “no museu estão as primeiras e as mais importantes jóias da ourivesaria contemporânea portuguesa”.

3 Março 2011
Entrevistas

Notícias relacionadas

“A joalharia só pode ser feita com amor”

Quem o diz é José João Vilares, um eterno apaixonado pela ourivesaria e fundador da escola de joalharia contemporânea Engenho & Arte, sediada no Porto. Numa conversa intimista, o responsável revelou-nos que este projeto nasceu do sonho de impulsionar a joalharia contemporânea, preservando sempre as técnicas mais ancestrais desta arte.

Ler mais 7 Outubro 2020
EntrevistasJoalharia e ourivesaria