APIO anuncia vencedores

Com o centenário da República Portuguesa como ponto de partida, António Parreira chegou, criou e venceu a iniciativa. O anel desenvolvido pelo criador adequa-se na perfeição ao tema escolhido, pois representa alguns dos acontecimentos mais emblemáticos dos 100 anos da República.

Cláudio Passos, joalheiro também premiado no ano transacto, foi o autor da peça que arrecadou o segundo lugar e que homenageou o centenário com um anel composto por sete bandeiras portuguesas, representando os mares por onde os portugueses navegaram.

O terceiro galardão ficou para um pendente com a forma de esfera armilar, envolvido por um “C” em numeração romana representativo do centenário, da autoria de Joana de Sousa Carvalho.

A cerimónia de entrega dos prémios ocorreu a 1 de Dezembro, na sala “Espaço” da Junta de Freguesia de Santa Catarina, em Lisboa. Numa sala bem composta, marcada pela animação constante, houve ainda tempo para relembrar o padroeiro dos ourives, o Santo Eloy.

8 Dezembro 2010
Entrevistas

Notícias relacionadas

“A joalharia só pode ser feita com amor”

Quem o diz é José João Vilares, um eterno apaixonado pela ourivesaria e fundador da escola de joalharia contemporânea Engenho & Arte, sediada no Porto. Numa conversa intimista, o responsável revelou-nos que este projeto nasceu do sonho de impulsionar a joalharia contemporânea, preservando sempre as técnicas mais ancestrais desta arte.

Ler mais 7 Outubro 2020
EntrevistasJoalharia e ourivesaria