Gemologia no Museu

Imagem da notícia: Gemologia no Museu

O Museu Nacional de Soares dos Reis encerra um dos mais ricos espólios de joalharia antiga no norte de Portugal. As peças em exposição são representativas de períodos de grande importância para a história da joalharia, designadamente os que reflectem a chegada a Portugal das pedrarias vindas do Oriente, nos séculos XVI e XVII. Além disso, existem os que espelham, com grande sumptuária, a riqueza cromática e material dos diamantes e pedras de cor brasileiras a partir do século XVIII. Assim, no passado dia 24 Outubro, o gemólogo Rui Galopim de Carvalho conduziu uma visita guiada ao museu, oferecendo um olhar gemológico sobre os materiais que compõem estas raras peças. O périplo assumiu-se um contributo para o melhor conhecimento da história da joalharia em Portugal, arte que, a nível mundial,
encontra nestes períodos grande carácter formal e arrojo material.

16 Dezembro 2009
Entrevistas

Notícias relacionadas

“A joalharia só pode ser feita com amor”

Quem o diz é José João Vilares, um eterno apaixonado pela ourivesaria e fundador da escola de joalharia contemporânea Engenho & Arte, sediada no Porto. Numa conversa intimista, o responsável revelou-nos que este projeto nasceu do sonho de impulsionar a joalharia contemporânea, preservando sempre as técnicas mais ancestrais desta arte.

Ler mais 7 Outubro 2020
EntrevistasJoalharia e ourivesaria